segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

XXY - Filme argentino difícil sobre uma adolescente que nasce com ambos os sexos, e suas desventuras com a família e os jovens de sua idade que descobrem este seu "segredo". Seu pai é vivido por Ricardo Darín. Acredito que a diretora Lucía Puenzo teve mão bem leve e precisa para transpassar a história para as telas, já que é um tema muito complicado de se trabalhar. É difícil não cair na caricatura ou nos estereótipos. É uma pena que durante a sessão (a 2ª do Noitão) muitas pessoas riam dos acontecimentos como a descoberta do sexo, os carinhos e estes detalhes. Não é um trabalho que tenha gostado e não recomendo na verdade, é de se esquecer muito rápido. Site do filme.

2 comentários:

Bruno Scartozzoni disse...

É um dos filmes mais chocantes que eu vi nos últimos tempos...

O que é "aquela cena"?

PS: para quem está lendo isso e não viu o filme, "aquela cena" não é nada do que você está imaginando, porque você nunca imaginaria que aconteceria "aquilo". :)

Álvaro Martins disse...

GRANDE FILME. OBRA-PRIMA DA LUCÍA PUENZO.